(11) 97152-2269 | contato@matheusbraga.com.br

matheus-braga-ator-cantor-modelo

ÁLBUNS (CD)

Primeiro álbum de Matheus Braga

Gravar e produzir o primeiro álbum de MATHEUS BRAGA tem sido uma aventura divertida e surpreendente. A ideia nasceu espontaneamente quando Matheus, depois de participar de eventos que dirigi, mostrou seu encantamento pela canção Caipora, que compus com Luiz Macedo para o CD do Castelo Rá Tim Bum. Foi a primeira surpresa. A música tem mais de 20 anos, foi gravada por Pena Branca e Xavantinho; e tem algo de nostalgia. Então, convidei-o pra gravar Caipora no meu estúdio. O resultado foi tão verdadeiro, com tanta sintonia, que rolou um entusiasmo. Nascia assim, de forma despojada, alegre e corajosa, a ideia de fazer o álbum, ou CD, ou simplesmente o disco virtual e físico desse garoto espetacular.
O repertório passeia por gêneros e épocas diferentes: do clássico samba Canta Brasil (Alcir Pires Vermelho e David Nasser) ao pop contemporâneo de Amanheceu (Scalene), passando por Eu Não Sou da Sua Rua (Branco Mello e Arnaldo Antunes) e Rugas Na Pele do Samba, que compus e gravei com Caetano Veloso; e aqui confesso outra grande surpresa: Matheus fez algo que justifica a regravação, acrescentando novas nuances à canção.
Apesar do cardápio tão rico e variado, a medida em que gravávamos, o álbum foi ganhando uma forte identidade, marcada pela VOZ segura e incomparável do Matheus que, com seus 13 anos, já imprime um estilo próprio caracterizado pelo tom brejeiro e suave de suas cordas vocais tão afinadas. Há no seu timbre um frescor litorâneo, um sol sertanejo, uma lua na metrópole, uma célula brasileira, um átomo de esperança. Matheus nos comove. Brinca com as letras, os glissandos e vibratos; com consciência de adulto e a eterna alegria de moleque. Um contentamento que percebemos que ele nunca perderá.
Matheus se arrisca. Vibra. Interpreta. Desenha com a voz. E o que eu mais gosto: palpita em tudo. Repertório, backups, abertura de voz, arranjos, tudo é assunto pra esse artista curioso. Em uma época em que crianças ou são alçadas a cantar imitando adultos, ou são cerceadas, censuradas e obrigadas a se infantilizar, Matheus abre uma fresta pra uma nova luz entrar. Seu trabalho não é infantil. Mas também não ostenta o tom de menino precoce. É um projeto super-autêntico, como ele é. Matheus está a serviço das canções, com apetite artístico e muito talento. Já já escutaremos esse aguardadíssimo trabalho. Em CD ou pelas ondas virtuais do streaming. E aí sim, dividiremos eu, o Matheus e você a grande e maior surpresa que ainda está por vir.
Fernando Salem

Trovadores Mirins

Conhecido por tradicionais serenatas, o grupo “Trovadores Urbanos”, a anos emociona e encanta pessoas de todas as idades. Matheus Braga, participou da gravação do primeiro CD dos Trovadores Mirins, intitulado "Paulistinhas". A ideia de “Paulistinhas” surgiu como uma continuação da reverência dada aos compositores Paulistas, pelos Trovadores Urbanos. Os arranjos são de Pixu Borreli, capa de Paulo Caruso. Os “Trovadores Mirins” foram criados em 1995, e apresentam-se até hoje para o público.